terça-feira, 28 de maio de 2013

Camerata de Vozes do RN realiza Concerto nesta quarta-feira na Igreja do Galo

A música erudita é um dos destaques na programação cultural desta semana. Na próxima quarta-feira, dia 29, a Camerata de Vozes do Rio Grande do Norte, realiza concerto em celebração a Nossa Senhora, às 19h30, na Igreja do Galo/Convento Santo Antônio (rua Santo Antônio, 683, Cidade Alta). O repertório é formado por peças de compositores russos, franceses e italianos, todas alusivas à santa. A entrada é franca.
O programa de apresentação é formado pelas seguintes peças: 
  
  • Salmo 129 (Gelineau); 
  • Dostóyno Yest (Tchaikovsky); 
  • Aves Maris Stella (Palestrina); 
  • Ave Maria (Delany); 
  • Bogoróditse Devo (Rachmaninoff); 
  • Ave Maria (Caccini); 
  • Ave Verum (Elgar); 
  • Magnificat (Gelineau); 
  • Stabat Mater (extraída do canto gregoriano); 
  • Ride on King Jesus (spiritual).

A camerata é regida por seu idealizador, Monsenhor Pedro Ferreira. Segundo ele, o objetivo é oferecer um gênero musical diferente ao público potiguar; um estilo com origem nos grupos italianos. Formada por 34 integrantes, selecionados pelo próprio regente, a Camerata de Vozes do Rio Grande do Norte se aprofunda no estudo da estrutura de cada peça a ser apresentada, ampliando ainda mais o conhecimento de seus integrantes — o que é repassado para o público em suas apresentações.

A qualidade musical da Camerata já é ressaltada além do nosso Estado. A elogiada apresentação realizada ano passado no Festival Unicanto de Corais, em Londrina, Paraná, rendeu uma indicação para intercâmbio cultural na Holanda, com convite para apresentações em outubro deste ano.

Também nesta quarta-feira, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte realiza Concerto Didático, às 15h, no Teatro Alberto Maranhão.

SERVIÇO:
Concerto da Camerata de Vozes do Rio Grande do Norte com peças alusivas a Nossa Senhora.
Quarta-feira, dia 29, às 19h30, na Igreja do Galo/Convento Santo Antônio (rua Santo Antônio,683, Cidade Alta).
Entrada franca.
Informações: 3232 5321 / 9982 8382 (Monsehor Pedro, regente)/ 8137 2047  

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Mostras na Pinacoteca do Estado

Amantes da arte e apreciadores da cultura popular nordestina estiveram ontem na Pinacoteca do Estado em uma grande festa. O momento contou com a inauguração da mostra coletiva “Ecos Híbridos”; que reúne trabalhos de Eustáquio Neves, Pedro David e Alexandre Pereira; e da exposição individual “Ser-Tão-Seridó”, de Paula Geórgia Fernandes. O público entusiasta da cultura nordestina acompanhou também o lançamento do livro Luiz Gonzaga e a Música Potiguar, que traz um minucioso levantamento das relações entre Gonzaga e os músicos potiguares. O título é o número 36 da coleção Cultura Potiguar, editada pela Secretaria Extraordinária de Cultura do RN e Fundação José Augusto, através da Gráfica Manimbu.

Fotos: Anchieta Xavier















terça-feira, 21 de maio de 2013

TCP Chico Daniel recebe VII Semana do Filme Cult



Programação tem início hoje com o filme “O Homem Planeta”, às 18h30


Pelo sétimo ano consecutivo o Cineclube Natal – representado por Nelson Marques e Gianfranco Marchi, além do crítico de Cinema Rodrigo Hammer, com o apoio da Secretaria Extraordinária de Cultura e Fundação José Augusto (Secultrn/FJA), une forças para trazer ao público natalense um punhado de filmes rotulados “Cult movies”, ou seja, que ganham crescente valorização por parte de cinéfilos e pesquisadores mundo afora.

A abertura será nesta terça-feira, 21, com o cultuadíssimo O Homem do Planeta X (The Man From Planet X, 1951), que traz uma amostra da paranóia norte-americana durante a Guerra Fria, quando os “invasores” da Cortina de Ferro poderiam se materializar – metaforicamente – como alienígenas em alguma região distante do globo. Produzido com orçamento baixo, ficou restrito às programações “double feature” dos drive-ins durante mais de cinco décadas, até ganhar edições modestas em VHS.

A programação segue até domingo, 26, com a exibição dos filmes Mangue Negro, O Incrível Show de Torturas, A Mulher das Dunas, Os 5.000 Dedos do Dr. T e Força Diabólica. Antes de cada sessão, será exibido um curta-metragem surpresa, seguindo o mesmo critério da seleção principal.



PROGRAMAÇÃO
21/05 – Terça-Feira
O Homem do Planeta X (The Man From Planet X, EUA, 1951)
Direção: Edgar G. Ulmer
Elenco: Robert Clarke, Margareth Field, Raymond Bond
Sinopse – A aproximação de um planeta desconhecido rumo à Terra coincide com o aparecimento de um extraterrestre numa remota ilha escocesa, onde causará comoção.


22/05 – Quarta-Feira
Mangue Negro (Mangue Negro, BRA, 2008)
Direção: Rodrigo Aragão
Elenco: Ricardo Araújo, Kika de Oliveira, Walderrama dos Santos
Sinopse – Invasão de zumbis “brotados” do mangue aterroriza comunidade do Espírito Santo. Revolucionário para o gênero, o filme ganhou admiradores graças ao roteiro e competência técnica.

23/05 – Quinta-Feira
O Incrível Show de Torturas (Bloodsucking Freaks, EUA, 1976)
Direção: Joel M. Reed
Elenco: Seamus O’Brien, Luis de Jesus, Viju Krem
Sinopse – O mágico Sardu e seu assistente Ruphus apresentam um show onde as atrações são assassinadas cruelmente, às vistas da plateia.

24/05 – Sexta-Feira
A Mulher das Dunas (Suna No Onna, JAP, 1964)
Direção: Hiroshi Teshigahara
Elenco: Eiji Okada, Kyôko Kishida, Iroko Itô
Sinopse – Clássico do Cinema Fantástico narra a história de entomologista aprisionado por mulher cujo objetivo é localizar filho e marido soterrados na areia. Um relacionamento bizarro se desenvolve.

25/05 – Sábado
Os 5.000 Dedos do Dr. T (The 5.000 Fingers of Dr. T, EUA, 1953)
Direção: Roy Howland
Elenco: Peter Lind Hayes, Mary Healy, Hans Conried
Sinopse – Professor de piano de um menino tem como plano forçar 500 crianças a praticar em seu gigantesco teclado 24 horas por dia. Considerada a melhor adaptação do Dr. Seuss para o Cinema.

26/05 – Domingo
Força Diabólica (The Tingler, EUA, 1959)
Direção: William Castle
Elenco: Vincent Price, Judith Evelyn, Darryl Hickman
Sinopse – Encarregado de autópsias num presídio, cientista desenvolve teoria de acúmulo de energia a partir do grito de horror humano para alimentar terrível criatura vertebrada.
 
SERVIÇO

VII Semana do Filme Cult
Promoção: Cineclube Natal e Fundação José Augusto
Período: de 21 a 26 de Maio
Local: TCP – Teatro de Cultura Popular Chico Daniel
Endereço: Rua Jundiaí, 641 – Tirol
Horário: 18h30
Informações: (84) 3232-5306
Entrada: R$ 4,00

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Livro de Leide Câmara documenta a relação de Luiz Gonzaga com a música potiguar



O compositor seridoense Severino Ramos foi o principal parceiro musical  potiguar de Luiz Gonzaga. Os dois assinaram nada menos que doze parcerias, entre as quais uma das mais conhecidas músicas do repertório final de Gonzaga: Ovo de codorna, que enfrentou problemas com a censura durante a ditadura militar mas foi gravada três vezes (1971, 1978 e 1979) pelo Rei do Baião.

A parceria com Severino Ramos é um dos destaques do livro Luiz Gonzaga e a Música Potiguar, que a pesquisadora Leide Câmara autografa nesta terça-feira, às 19h, na Pinacoteca do Estado (Praça 7 de Setembro - Cidade Alta). O título é o número 36 da coleção Cultura Potiguar, editada pela Secretaria Extraordinária de Cultura do RN e Fundação José Augusto, através da Gráfica Manimbu.

A obra traz um minucioso levantamento das relações entre Gonzaga e os músicos potiguares. De acordo com a pesquisadora, as músicas de Gonzaga foram gravadas por 54 cantores ou grupos potiguares. Em contrapartida, o pernambucano gravou desde 1945, além de Severino Ramos, cinco compositores locais -- Henrique Brito, Frei Marcelino, Janduhy Finizola, Chico Elion e Celso da Silveira. Finizola também foi parceiro de Gonzaga.

Luiz Gonzaga e a Música Potiguar documenta as andanças do velho Lua por todo o Rio Grande do Norte, ao longo de várias décadas. O livro registra homenagens fora da música -- seminários, publicações em livro e folheto de cordel, eventos oficiais -- e uma vasta iconografia que ilustra a presença de Gonzaga na cena artística potiguar. 

A autora é uma das mais importantes pesquisadoras musicais do estado e criadora do Instituto Leide Câmara Acervo da Música Potiguar AMP). É autora de obras referenciais sobre o tema, como o Dicionário de Música do Rio Grande do Norte, com cerca de 600 verbetes que cobrem mais de um século de história, e de estudo sobre o pioneirismo bossanovista do compositor macauense Hianto de Almeida.

Mostras na Pinacoteca

O lançamento do livro de Leide Câmara é parte de uma ampla programação na Pinacoteca do Estado nesta terça-feira, a partir das 19h. Serão abertas duas mostras de fotografia -- Ser-Tão Seridó, de Paula Geórgia Fernandes, e Ecos Híbridos, de Eustáquio Neves, Alexandre Siqueira e Pedro David. As duas ficam abertas até o dia 21 de junho. A programação inclui ainda a exposição Obras-primas da Gravura, com parte do acervo da própria Pinacoteca, e o lançamento do edital do III Salão de Arte Popular Chico Santeiro.